Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


+ de 2500 posts

por baixinho, em 10.01.17

LegOficina 20110903

Pois, ando tão entretido com mil e um afazeres que coloquei o 2500º post no domingo e nem reparei. Ainda pensei em deixar este marco de lado, mas comemorar e olhar para trás também faz bem de vez em quando.

A LegOficina dos Baixinhos começou há quase doze anos atrás. Muito mudou desde aí. A LEGO venceu as dificuldades de forma arrebatadora, o hobby deixou de ser de um pequeno nicho para estar estabelecido na sociedade e os grupos de fãs multiplicaram-se tanto em nº como nas vertentes. Nem se fala na quantidade de blogs e sites que apareceram desde aí.

O próprio blog mudou. No início éramos dois (eu e a Tânia) e a partir de 2013 passei a ser o único habitante destas zonas. Passou por várias fases sendo por vezes pessoal, por vezes divulgador, por vezes introspectivo, por vezes leve... muito como disse no reatar do blog, ao sabor das ondas.

Agora é continuar, sem grandes objectivos. Apenas a continuar a relatar as minhas atividades e interesses neste hobby magnífico que a LEGO nos proporciona.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

De volta à rotina

por baixinho, em 03.01.17

Depois de uma quadra natalícia bem preenchida, estou de volta à rotina e espero que com tempo para este meu cantinho. Em termos de LEGO tive a oportunidade de dinamizar um workshop de 3 dias na Caixa de Brinquedos em Paredes de Coura com o tema de Construção Criativa com LEGO. Foi giro já que introduzi imensos conceitos do mundo AFOL aos miúdos (e não só) presentes. Claro que estranhei o desconhecimento de vários conceitos (por exemplo o do próprio "MOC") já que está tudo disponível na Internet para os mais curiosos. Fiquei muito contente com os resultados, principalmente tendo em conta o tempo e peças disponíveis. Todos os participantes quiseram logo experimentar técnicas que aprenderam nas primeiras horas da atividade, como por exemplo, SNOT, micro-escala, offset, SNIR, etc.

Por outro lado durante esta quadra joguei muito o jogo de tabuleiro Catan (sim, já o devia ter descoberto mais cedo). Provavelmente irei tentar fazer uma versão em LEGO. Sei que já existem várias versões, mas isso não me impede de experimentar a minha :). Claro que isso só quando tiver disponibilidade de ter as minhas pecitas à minha frente.

Pelo menos este fim-de-semana já está preenchido com LEGO já que estarei na desmontagem da exposição da C0937 em Leiria. Boa oportunidade para por a conversa em dia e mexer em várias construções.

Ahh, e um bom ano de 2017!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:05

"Légs"

por baixinho, em 12.12.16

Com pouco tempo disponível, há que fazer algumas escolhas e não tenho andado a acompanhar o que se vai fazendo no mundo AFOL com a regularidade que gostaria. O que juntando à impossibilidade de construir, torna as coisas ainda mais deprimentes.

Vale as vezes que o Artur (o meu filho mais novo) chama-me e pega na minha mão com aqueles dedinhos pequeninos a segurar com muita força e leva-me para o quarto. Pede que me sente e brinque com ele, e nos últimos tempos isso significa LEGO Duplo. Se no início era fazer umas torres e pouco mais, no outro dia introduzimos alguns personagens do Bob the Builder (a LEGO lançou alguns conjuntos há uns bons anos atrás e ele herdou-os da irmã) identificou-os logo e ultimamente são os melhores companheiros para a brincadeira.

Claro que em termos de construção para já vai apenas empilhando algumas peças. Mas já faz várias brincadeiras em transportando peças, personagens e fazendo algumas interacções.

Já introduzimos também um personagem do Thomas & Friends, e confesso que foi uma delícia vê-lo a fazer o comboio percorrer as linhas.

Mal ele sabe que ainda vai herdar muitos mais personagens do Thomas.. :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:08

Construindo

por baixinho, em 27.11.16

20161127 LegOficina

Confesso que andava com saudades de me sentar na minha LegOficina e construir. A ver se consigo acabar um Vic Viper ainda hoje. Se conseguir, porreiro, senão conseguir, porreiro na mesma, valeu o prazer de construir durante um bom bocado :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:14

De volta ao blog e um mech diferente

por baixinho, em 11.07.16

Por razões pessoais andei afastado dos computadores durante uns dias, depois aproveitei o embalo e continuei afastado tanto dos computadores como do LEGO mais uns dias. Parece que não, mas sabe bem fazer umas férias dos nossos próprios hobbys. :)

Agora há que arrumar a confusão em que a LegOficina se encontra para poder recomeçar a trabalhar. Tanto em projectos que já comecei há uns meses como novas ideias que entretanto surgiram.

Gyro MRL

Para ilustrar este post, destaco a imagem de uma construção que ficou aberta numa aba do meu browser durante estes dias todos. Não sou grande fã de mechs mas este chamou-me logo a atenção. Faz despertar algumas lembranças bem nebulosas de uma banda-desenhada antiga que não consigo nomear. De qualquer forma esta construção do aido k sai fora do que estamos habituados a ver em mechs e possui uma formas muito interessantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:20

Daniel Krentz

por baixinho, em 17.06.16

Daniel

Daniel Krentz, um dos LEGO Designers aposentado mais conhecido e querido da Comunidade AFOL, faleceu no último fim-de-semana. Como se pode ver na imagem (retirada do photostream do Mark Starford) foi a pessoa que desenhou o mítico Castelo Amarelo. Cliquem na imagem para saber um pouco mais sobre esta importante pessoa para o nosso hobby.

Descansa em paz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:17

11º aniversário da LegOficina

por baixinho, em 06.04.16

Hoje é o décimo-primeiro aniversário deste blog, a LegOficina dos Baixinhos. Nestes onze anos de vida muitos acontecimentos se passaram no mundo LEGO, no entanto gosto de olhar para este tempo e pensar em todo o desenvolvimento que assisti e também participei.

Para registo, este é o 2280º post, existem 735 comentários e 12 reacções (que não sei bem o que são :D).

Agora é continuar :)

 

ps. A fotografia acima é de parte da minha LegOficina (e da Tânia) a 23 de março de 2005.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:20

Eu sou o Mundo

por baixinho, em 23.03.16

Je suis encore et resterai le MONDE

A comunidade AFOL também mostrou a sua consternação em relação aos atentados de ontem. De todas as imagens que vi, esta construção do 6kyubi6 foi a que gostei mais.

De notar também o pormenor de ter um íman LEGO (e outro dentro) para segurar a construção por fora do globo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:38

Amarás os revendedores de LEGO!?

por baixinho, em 11.02.16

Este artigo do All About Bricks sugere que, de forma até pertinente, os AFOLs deverão aceitar e até gostar da existência de revendedores LEGO, vulgo o pessoal que compra sets para os vender mais tarde. Basicamente o autor explica que se os revendedores não existissem, os sets descontinuados não existiriam. Portanto mais vale comprar caro do que não comprar de todo.

Pessoalmente não concordo com a ideia. Acredito que isso poderia acontecer num pequeno número de sets, mas na sua maior parte não. Basicamente, se os revendedores não comprassem os sets, ficariam nas prateleiras das lojas e acabariam por ser comprados mais tarde por alguém.. e provavelmente pela tal pessoa que iria comprar a um revendedor.

O fenómeno dos revendedores LEGO começou a aparecer quando o movimento AFOL ganha algum volume, ou seja durante a primeira década deste século. Com o contínuo aparecimento de novos AFOLs, muitos deles perderam os primeiros lançamentos de UCSs Star Wars e mais tarde os modulares. Pessoas que pagariam qualquer preço (?) para completar as suas colecções.

Portanto a ideia será comprar já e vender quando a LEGO deixar de produzir, já que como aparecem sempre novos AFOLs esse vão precisar de conjuntos que já saíram de circulação e não se encontram em lado algum.

O problema é que como todos os sets foram vendidos (para crianças, AFOLs e revendedores) e já não se encontram nas prateleiras, estes novos AFOLs só tem a hipótese de comprar aos revendedores. Isto se pensarmos que raramente um AFOL se desfaz de um conjunto e uma criança só o fará quando chegar a adulto. Claro que nestes dois últimos casos deveremos pensar que o conjuntos não estarão em estado de MISB.

Se não houvesse revendedores bastaria fazer uma procura por várias lojas até encontrar o que queria. Eventualmente até poderia-se ir ao eBay e ao Bricklink comprar algo que não estivesse nas lojas.. e não estaria com preços absurdos porque os vendedores seriam basicamente AFOLs que desfaziam de algumas coisas e não pessoal que vive daquilo.

Sim, sou desse tempo. Entrar em lojas e encontrar conjuntos com mais de 10 anos a preços aceitáveis. Cheguei a encontrar um 6285 Black Seas Barracuda por 100€ (não comprei porque não tinha €s suficiente), vários 6886 Galatic Peace Keeper a 10€ (comprei 2 ou 3 :)) e até um 6769 Fort Legoredo já em 2009. Cheguei a ter na mão preciosidades de Classic Castle e Classic Space.

Hoje em dia encontrar um conjunto com mais de 4 anos..

No entanto também há que dizer que interessa haver revendedores, por causa do acesso a peças!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

Os MOCs de 2015

por baixinho, em 10.02.16

MOCs 2015

Um pouco atrasado mas aqui vai o apanhado das construções que fiz durante o ano de 2015. Menos do que os anos anteriores, mas com uma diversidade interessante.

A ver se este ano melhoro :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:52


Pesquisar

Pesquisar no Blog



subscrever feeds



O meu próprio tema LEGO

Wiki OutroMundo