Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Retrospectiva do LusOlympics (IX)

por baixinho, em 27.11.09

Depois de ter descatado os MOCs de cada prova e falado sobre os MOCs que criei, interessa falar um pouco do concurso em si.

 

Inspirado pelo concurso MOCOlympics que decorrreu no MOCPages, o LusOlympics teve a particularidade de descorrer em dois LUGs ao mesmo tempo. Na Comunidade 0937 e no LUG Brasil.

 

Iniciou com 36 inscritos. Execptuando um ou outro caso, todos participaram nas duas primeiras rondas que compunham a fase de grupos. Rondas bem divertidas e ricas em bons MOCs. Após estas provas as rondas passaram a ser em eliminatórias e a qualidade dos MOCs cresceu imenso.

 

Vi pessoal a criar boas construções em pouquissímo tempo e compreendo que o júri tenha, por vezes, alguma dificuldade em escolher os melhores.

 

Pessoalmente foi bom verificar que conseguia concretizar projectos com uma envergadura apreciável para o tempo disponível.

 

Espero que o concurso continue mais ou menos nos mesmos moldes e que no próximo ano traga mais uma onda de boas construções e divertimento!

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:17

Retrospectiva do LusOlympics (VIII)

por baixinho, em 17.11.09

 

Nas meias finais a prova que me coube foram os animais selvagens. Neste torci bastante o sobrolho porque as formas orgânicas nunca foram o meu forte. Por não serem o meu forte rapidamente decidi fazer um insecto. Uma pesquisa por imagens e comecei a preparar dois projectos. Um louva-a-deus e uma borboleta. Ambos iriam ser grandes e ambos teriam algum movimento.

Passado algum tempo a decisão recaiu na borboleta por uma simples razão. Poderia jogar mais com as cores e assim fazer algo que visualmente fosse mais fácil de agradar.

Perdi basicamente um dia e meio a tentar colocar movimento nas asas. O problema é que o sistema tinha que ser pequeno e ao mesmo tempo para levantar tantas peças system. No penúltimo dia da prova desisti e passei a fazer o caule e o corpo da borboleta (as asas estavam construídas desde o início porque precisava delas para os testes). Para o caule não me preocupei muito, visto que só servia de suporte e não queria que chamasse muito a atenção. Para o corpo já tive algum cuidado e utilizei algumas peças em situações divertidas. Fiquei imensamente agradado com o resultado final apesar de não ter conseguido motorizar as asas como tinha pretendido no início. O pior é que todos os testes que tinha feito eram com as asas na horizontal.. nunca me lembrei que o processo seria muito mais simples com as asas na vertical como no fim ficaram :)

Nesta prova obtive 8 pontos em 8 possíveis e assim passei à final.

 

 

Para a final o tema único era construções que poderiam ligar Brasil e Portugal. Para este tema ainda torci mais o sobrolho visto que o tema tinha uns limites mesmo não delineados.

Depois de ter passado um dia a pesquisar em várias vias, comecei a fazer os preparativos para um MOC que viria a desistir no dia anterior ao limite da prova. Faltavam-me algumas peças fundamentais. No entanto esse projecto fica na gaveta à espera de melhores dias, é muito interessante para ser simplesmente abandonado.

Assim num domingo de manhã (o último dia da prova) voltei às pesquisas. O Grito do Ipiranga foi o tema que no incício me chamou mais a atenção e daí dei com o Dia do Fico. Li vários textos e decidi fazer algo representativo deste dia.

A escolha recaiu no edifício, o Paço Real que mais tarde se tornaria no Paço Imperial. Nada melhor para representar a ligação entre Portugal e Brasil que um edifício que serviu de centro de poder para ambos os países.

A construção a partir daí foi "sempre a abrir". As primeiras peças foram colocadas por volta das 11 da manhã e teria que apresentar o MOC antes da meia noite. Comecei por utilizar o tan a servir de pedra, mas passado algum tempo desisti porque verifiquei que não iria ter peças suficientes. A primeira fase foi o rés-do-chão central.. aí pude ver a real dimensão do projecto. Se antes ainda tinha o pensamento de fazer pelo menos 10 bricks das fachadas laterais, com a revelação do tamanho total, desisti dessa ideia e concentrei-me na fachada.

O processo de fazer a fachada a partir de várias fotos foi relativamente simples. Basicamente para cada pormenor tentava duas ou três formas e escolhia uma que depois repetia as vezes necessárias. Na parte mais elevada tive uma dificuldade inesperada. A curvatura da banca que estava a utilizar fazia muita pressão nas peças do topo. Algumas eram difíceis de encaixar e outras saltavam mesmo. Mas lá consegui acabar o edifício e só no fim é que coloquei as cortinas. Depois foi colocar os minifigs e alguns outros objectos, tirar fotografias, tratá-las e criar a apresentação.

Consegui fazer tudo a que me pretendia e fiquei agradado tanto com o MOC como a apresentação dele. Depois de apresentado restava esperar pelos resultados.

Passados três dias o resultado saiu. Obtive 8 pontos em 8 possíveis e com esta construção fui o campeão do primeiro LusOlympics.

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:30

Retrospectiva do LusOlympics (VII)

por baixinho, em 16.11.09

 

Na primeira eliminatória (oitavos de final) o tema geral eram os possíveis temas licenciados. Tive a sorte de me calhar um que de alguma forma tem afinidade com algumas das minhas construções, a série Star Trek. Apesar de nunca ter sido muito apreciador deste universo, é de ficção científica, uma das minhas áreas preferidas para construir.

A minha primeira decisão foi mesmo utilizar a escala minifig (visto que era pedido um possível conjunto) e depois disso decidir por uma nave ou um play-set. Como nunca fui muito apreciador de play-sets a minha escolha recaíu sobre um veículo espacial. As minhas pesquisas decorrentes mostraram que a Shuttle Galileo era uma das poucas naves Star Trek que poderia fazer à escala minifig.

A primeira parte que fiz foi a frente dando-lhe aquele formato inclinado e utilizando algumas técnicas engraçadas. A frente está estável e fixa apenas por dois "clips". A partir daí a nave foi simples de concretizar e ainda consegui dar um aspecto inclinado a parte das paredes laterais recorrendo ao SNOT. Os motores foi a última parte que fiz e ainda lhe acrescentei um hinges para possibilitar a descida de uma "escada". No fim ainda tive tempo de criar um cenário extraterrestre para melhorar a apresentação da nave.

 

 

Obtive 8 pontos em 8 possíveis e assim passei aos quartos de final.

 

 

Para os quartos de finais o tema que me calhou foram os meios de transporte aéreos. Aqui a sorte esteve plenamente do meu lado porque aproveitei o concurso para construir algo no meu tema "OutroMundo".

A minha primeira escolha recaia num navio voador com mastros de velas tanto em cima como em baixo. Essa ideia vem de um livro que li há uns anos, "Os Estandartes de Sa'yen". Depois de algumas pesquisas na Internet verifiquei que não encontrava nenhuma imagem destas embarcações. No meio dessas pesquisas tropecei na Weatherlight, veículo/personagem do jogo Magic: The Gathering. Acho que há mais de 10 anos que não prestava atenção ao jogo e assim de repente serve de inspiração para uma boa construção.

Assim durante a semana passei a recolher várias imagens e a apontar várias ideias. No sábado de manhã peguei num casco do barco pirata deste ano e comecei as adaptações. Aproveitei um mini-encontro em Viana para comprar algumas peças Bionicle para fazer a lámina frontal e que ainda sobraram para mais um apliques. A maior parte do navio fiz durante um domingo em que comecei pelo casco, depois passei a aplicar o convés e alguns pormenores e por fim o "mastro" traseiro e a parte de baixo do casco e lámina. As fotografias esperaram pelo dia seguinte e mesmo assim com a pressa esqueci-me de colocar alguns pormenores.

Obtive 8 pontos em 8 possíveis e a Tempestas Volatilis foi ainda considerada MOC do Mês de Outubro pela Comunidade 0937.

 

(continua)

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:58

Retrospectiva do LusOlympics (VI)

por baixinho, em 15.11.09

 

Depois de ter destacado várias construções que participaram na primeira edição do LusOlympics, organizado pelos portugueses da Comunidade 0937 e os brasileiros do LUG Brasil, interessa escrever sobre a minha participação no concurso.

 

 

O primeiro tema que me calhou foi a série de jogos Zelda. Acho que nunca joguei um jogo da série, por isso ao investigar na internet dei com muitas imagens de um personagem que ao princípio pensei ser "o próprio Zelda". Não demorei muito a verificar que estava enganado e chegar à conclusão que tinha o nome de "Link".

Para este MOC a intenção seria construir um modelo que utilizasse uma forma diferente de representar personagens de aspecto humano. Comecei pelas pernas onde utilizei uma alma com peças technic.. só mais tarde é que as cobri com tiles e outras peças. Depois subi para a "saia" e tronco. Apesar de serem frágeis, ficaram com o aspecto que queria. Para os braços (que são diferentes) não perdi muito tempo e aproveitei umas peças que vinham num dos dragões dos conjuntos Vikings. Reconheço que são o ponto menos elaborado da construção. O escudo redondo tem o facto interessante que só o encontro numa imagem do Link.. de resto encontro sempre escudos com outros formatos. A cabeça é muito provavelmente a parte mais pesada do MOC mas é de longe a que me deu mais satisfação no final. Consegui dar uma forma bem reconhecível e pelo que sei, original!

Neste MOC consegui 23 pontos em 24 possíveis e portanto alcancei plenamente os resultados que pretendia.

 

 

Para a segunda ronda foi pedido mobiliário Avant Garde. Este foi de longe o tema onde senti mais dificulades em ter uma ideia para fazer uma construção.

Depois de muito pesquisar, decidi-me por uma abordagem "clássica" num estilo que pretende não o ser :)

Como a escala minifig pareceu-me pequena para mostrar os pormenores que queria, optei por utilizar uma escala um pouco maior. As dos minifigs Technic. Assim conseguir obter as linhas rectas e ter as peças vermelhas necessárias para isso. Tentei dar um aspecto de "moderno".. mas para os anos 60 ou 70.

Este foi o meu MOC que achei menos conseguido na série toda no LusOlympics. No entanto cumpria todos os requisitos da prova e obtive 17 pontos em 24 possíveis.

Assim para a fase de grupos pontuei 40 pontos ficando em segundo no grupo a 4 pontos do primeiro e a 8 do terceiro.

 

(continua)

 

LBaixinho

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:45

Retrospectiva do LusOlympics (V)

por baixinho, em 13.11.09

As meias finais tiveram como tema "Animais". Onde um dos duelos teria que dedicar-se aos selvagens e o outro aos domésticos. Destaco os seguintes MOCs (link na imagem):

 

 

A final teve como tema único uma construção que de alguma forma ligasse Portugal e Brasil. A interpretação dos concorrentes foi principalmente histórica. Destaco os seguintes MOCs:

 

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:19

Retrospectiva do LusOlympics (IV)

por baixinho, em 12.11.09

Os quartos de final do LusOlympics tiveram como tema geral os meios de transporte. Os sub-temas foram os meios de transporte aéreos, aquáticos, por trilhos fixos e terrestres rodoviários. Seguem-se alguns MOCs que destaco (links nas imagens):

 

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:43

Retrospectiva do LusOlympics (III)

por baixinho, em 11.11.09

Passada a fase de grupos, o concurso entrou nas fases de eliminatórias. A primeira foi os oitavos de final e destaco os seguintes MOCs (links nas imagens):

 

 

 

 

O tema geral desta fase foram temas possíveis de a LEGO licenciar. Tivemos Obras de Júlio Verne, Star Trek, Astérix, 12 Trabalhos de Hércules, Tintim, Transformers, Knight Rider e Guerra dos Mundos.

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:27

Retrospectiva do LusOlympics (II)

por baixinho, em 10.11.09

Na segunda prova da fase de grupos desta competição luso-brasileira o tema foi o Avant-Guarde. Destaco as seguintes construções (links nas imagens);

 

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:33

Retrospectiva do LusOlympics (I)

por baixinho, em 09.11.09

 

Durante dois meses dois LUGs lusófonos (Comunidade 0937 e LUGBrasil) organizaram o LusOlympics. Esta competição que envolve a criação de MOCs foi inspirada por uma outra competição que ainda decorrre no MOCPages, o MOCOlympics.

 

Numa primeira fase os inscritos foram divididos em grupos de 6. Esta fase de grupos foi composta de duas provas. A primeira prova tinha como temática geral os jogos de electrónicos clássicos, cada grupo tinha uma sub-temática própria baseadas em conhecidas séries de jogos. Para esta prova destaco os seguintes MOCs (links nas imagens):

 

 

LBaixinho

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:13

MOC: "... diga ao povo que fico!" [LusOlypimcs - Final]

por baixinho, em 02.11.09

"Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto, diga ao povo que fico!"

Em março de 1816, com a morte de Dona Maria I, a Louca e a elevação de seu pai a Rei de Portugal, D. Pedro recebeu o título de Príncipe Real e Herdeiro do Trono (o irmão mais velho, António Príncipe da Beira, falecera em 1801). Irrompe então a revolução constitucionalista de 1820, exigindo a restituição do Pacto Colonial e o retorno da Família Real ao reino.

D. João VI ignora-a, mas devido à pressão popular do clero, da nobreza e da burguesia portuguesa, em 1821 decide retornar à metrópole depois de cerca de treze anos no Rio de Janeiro. Em Portugal, as Cortes Gerais e Extraordinárias da Nação Portuguesa já iniciavam a elaboração da Constituição do reino. Mas esta decisão régia foi mal recebida no Brasil.

Ao voltar à Portugal, D. João VI deixa seu filho D. Pedro I como Príncipe Regente do Brasil. Os direitos concedidos ao Brasil, entretanto, foram sendo rescindidos pelas cortes. D. Pedro I então alinha-se ao descontentamento brasileiro provocado pelas medidas portuguesas.

Preocupada com a evolução do Brasil, a elite política portuguesa pressionava as cortes que redigiam a Constituição Portuguesa a rebaixar novamente o Brasil à categoria de colónia (que tinha sido elevado à condição de Reino Unido a Portugal e Algarves). Pressionado por essas cortes, D. João VI assinou um documento que abolia o título de príncipe regente do Brasil concedido a D. Pedro I. Uma ordem judicial exigiu a volta imediata do príncipe a Portugal e foi enviada uma frota ao Rio de Janeiro, destinada a repatriá-lo.

Após ter recebido um abaixo-assinado com centenas de assinaturas (conhecido como Petição do Fico), que pedia que ele permanecesse no Brasil, o regente recusou-se a embarcar para a Europa e, em 9 de janeiro de 1822, pronunciou, em um episódio que ficou conhecido como Dia do Fico, a frase histórica: "Como é para o bem de todos e felicidade geral da nação, estou pronto, diga ao povo que fico!", declarando também que nenhuma ordem das cortes portuguesas seria cumprida no Brasil sem a sua autorização.

 





Diz-se que essa declaração foi depois dita ao povo de uma das varandas do edifício Paço-Real, agora conhecido como Paço-Imperial.

Esta declaração dá início ao processo que findará com a independência do Brasil.


(retirado e adaptado a partir da Wikipédia)




 

Gastei parte dos primeiros dias a preparar várias ideias. Dessas ideias avancei com uma onde fiz alguns estudos, no entanto tive-a que abandonar porque me faltavam 4 peças essenciais. Pois, deveria ter comprado mesmo o Bulldozer.  Undecided
No domingo de manhã voltei a estudar novamente todas as ideias que tinha e ao avançar para o Grito do Ipiranga dei com uma passagem que falava do Dia do Fico. Pesquisei mais um pouco e descobri o Paço-Real/Paço-Imperial e decidi avançar com este edifício.
Nas pesquisas é claro que o D. Pedro utilizou uma varanda que mais tarde foi destruída. Como não encontrei nenhuma imagem dessa varanda e como ela ficava no edíficio, optei por utilizar a fachada actual.




 

Gostei deste projecto e tenho pena de não ter as peças necessárias para fazê-lo completo. Talvez invista algum dinheiro para fazê-lo para o próximo evento de Tomar Smiley




 

Mais imagens nesta pasta do Brickshelf ou da fico01.jpg até à fico11.jpg.
Página no MOCPages.

 

LBaixinho

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:35


Pesquisar

Pesquisar no Blog





O meu próprio tema LEGO

Wiki OutroMundo