Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Os MOCs de 2015

por baixinho, em 10.02.16

MOCs 2015

Um pouco atrasado mas aqui vai o apanhado das construções que fiz durante o ano de 2015. Menos do que os anos anteriores, mas com uma diversidade interessante.

A ver se este ano melhoro :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:52

2015, um ano LEGO em revista

por baixinho, em 01.01.16

Mais um ano passou e, como sempre, os acontecimentos neste hobby foram imensos. Vou continuar com o hábito aqui no blog de fazer um pequeno apanhado dos momentos mais significativos.

The Gathering (2)

MOCs

O que salta logo à vista é que não construí tanto como no ano passado. Apresentei onze MOCs contra dezassete em 2014. Claro que ter um filho bebé pode ter sido a principal causa desta situação, no entanto há que admitir que voltei a jogar computador regularmente (este foi um dos meus principais hobbies nos anos 90) e também construí muito para displays (por exemplo o Star Wars batalha de Hoth), construções estas que por norma não apresento como MOCs. Tive também muitas tarefas relacionadas com LEGO e com a 0937 que diminuíram o tempo disponível para construir.

Comecei e acabei o ano a apresentar MOCs que criei para a Leila, a Outra Casa para a Leila e o Esconderijo da Gata. O primeiro foi considerado como MOC do Mês (em conjunto com uma construção do CesBrick) pela Comunidade 0937, feito que consegui repetir mais tarde em outubro com o The Icy Race. Construção esta que fiz para um dos desafios do Lusitanis. Outra construção que fiz para o Lusitanis foi o The Gathering em fevereiro, um dos MOCs que mais gozo me deu em construir em 2015. Outro que me deu imenso prazer em construir foi o Clan’s Moving House. Construção um pouco na onda do último filme do Mad Max que fiz praticamente numa tarde. Destaco também a escola primária que fiz em maio, já que não é muito vulgar eu construir baseado em estruturas reais. Por fim há que referir o regresso ao meu OutroMundo em novembro com dois MOCs. Primeiro com um pequeno MOC, o OzCraft, e o segundo, Through the Swamps of Graan que é na verdade um landscape já que todos os veiculos já tinham sido criados no passado. Adorei fazer pela primeira vez um pequeno display para o OutroMundo bem como revisitar alguns MOCs antigos.

 

C0937

Muito do meu tempo dispendido com o hobby é também dedicado à Comunidade 0937. Fazer parte da organização do grupo dá sempre algum trabalho. Além disso faço questão em participar na maior parte das atividades. O ponto alto deste ano foi novamente o Arte em Peças. Evento que pelo seu formato dá sempre um enorme gozo em participar.

O final deste ano revelou-se de enorme importância para a C0937 e para o seu futuro. Três dos seus membros foram contratados pela LEGO como designers, comprovando assim a qualidade que realmente existe nas construções que habitualmente habitam tanto o fórum como os eventos da comunidade. De seguida temos o desafio lançado pela LEGO para a C0937 organizar um Fan Weekend, segundo evento neste formato no mundo (o primeiro é o já tão conhecido Skaerbaek Fan Weekend). Por fim temos a abertura do espaço Caixa de Brinquedos em Paredes de Coura que significa uma nova forma de colaboração entre a comunidade e o município.

 

Eventos

Participei em vários encontros da C0937, mas o que ficam para a memória são estes:

fevereiro, encontro na casa do Alexis; maio/junho, Arte em Peças em Paredes de Coura; setembro, encontro em Paredes de Coura; outubro, BrickSur em Granada; novembro, montagem da exposição de Leiria; dezembro, abertura da Caixa de Brinquedos em Paredes de Coura.

Todos encontros e eventos bem diferentes entre si, mas todos com muita conversa e boa disposição à mistura.

 

LEGO e sets

É verdade, cada vez compro menos LEGO e cada vez estou menos atento às mil e umas notícias de curiosidades sobre a marca ou empresa. Claro que mantenho uma relativa atenção ao que vai saindo, mas cada vez dirigo mais a minha atenção ao que a Comunidade AFOL vai fazendo, ao que faz a Comunidade 0937 e tentar eu próprio fazer coisas relacionadas com LEGO :)

Por isso, e como não mantenho registo do que compro, tenho a impressão que este ano apenas comprei minifigs, Mixels e três sets Friends/Elves para a minha filha..

 

Agora é esperar por um bom 2016. Para todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:20

Os 10 melhores conjuntos LEGO de 2015

por baixinho, em 28.12.15

Uma coisa que tenho sentido nos últimos anos é que cada vez mais ignoro a grande maioria dos conjuntos que a LEGO lança. Claro que deve ser fácil de perceber que ter mais de 15 anos de AFOL faz com que comece a ser difícil ficar surpreendido com os novos conjuntos. Aliás, começa a ser difícil manter qualquer atenção na maior parte dos temas, focando-me apenas nos que me interessam mais e por vezes apenas numa faixa de preços.

Para tentar contrariar isto decidi fazer este top. Assim fui “obrigado” a pelo menos dar uma vista de olhos em todos os sets no Brickset marcados como de 2015. Tentar também não olhar apenas para os mais caros e/ou os mais direccionados para adultos e até imaginar-me como apreciador de Duplo e Technic. Exercício que por vezes até foi engraçado.

Claro que o resultado não é perfeito (nem esperava que o fosse). Não construí muitos conjuntos deste ano e por cima não acompanhei muitos temas nos anos anteriores e, portanto, não sei se houve avanços significativos nesses mesmos temas. A opinião é baseada essencialmente nos meus critérios e gostos mas também na minha experiência. Tentei também ignorar outros tops que já apareceram noutros sites dando assim um cunho pessoal a este top, o que aliás é o que tento fazer para o meu blog.

 

Bem, chega de treta e aqui fica o meu top de sets para 2015 ordenados pelo número da referência e ignorando livros, merchandising, gear, packs, etc.

 

10246: Detective's Office

É mais um modular que a LEGO lança, o décimo se contarmos com o Market Street. Se a qualidade dos modulares baixou em alguns dos seus lançamentos, a LEGO redimiu-se em 2014 com o Parisian Restaurant e com este Detective’s Office confirmou a tendência. Recheado de técnicas originais e soluções engenhosas num resultado que é um regalo para os olhos. Por vezes parece que algumas peças foram inventadas para serem criativamente incluídas em sets deste tipo.

 

21303: WALL•E

Não sou propriamente admirador do filme e confesso que até me cansei um pouco de ver o pequeno robô em tudo o que é lado no ano em que o filme saiu. No entanto a construção vendida pela LEGO capta na perfeição o cuteness do original além de conseguir ter alguns dos seus pontos de mobilidade. Foi mesmo num desses pontos de mobilidade que apareceu um problema que levou a LEGO a emitir uma correção e atrasar a entrega do conjunto em alguns países. Nada que pertubasse a qualidade final do conjunto que com certeza irá habitar as prateleiras de muitos quartos de miúdos.. e não só.

 

41073: Naida's Epic Adventure Ship

O tema Elves foi uma agradável surpresa. Conceitos originais, peças novas, novas cores, etc. Este barquito é o perfeito porta-estandarte deste tema, apesar de não ser o maior conjunto. Possui uma engenhoca engraçada (a roda do leme faz rodar o mastro da vela) e tem umas linhas extremamente interessantes sem utilizar uma única peça a fazer de casco do barco como acontece em outros conuntos. O jogo de cores não cai no exagero de outros conjuntos Friends/Elves e apresenta uma boa jogabilidade com um preço bem acessível.

 

42043: Mercedes-Benz Arocs 3245

Não sou apreciador dos conjuntos Technic, no entanto parece-me difícil não destacar este monstro de quase 4.5kg. A LEGO continua a reservar o topo de gama do tema a um modelo de um veículo real, e continua a fazê-lo de forma magistral com a inclusão de várias funcionalidades numa construção imediatamente reconhecível.

 

60080: Spaceport

Em 2014 a LEGO surpreendeu-me com um sub-tema pacífico e de exploração em City, o Artic. Este ano a LEGO continuou a surpreender e desta vez duplamente já que lançou dois temas de exploração, Space Port e Deep Sea Explorers. Este SpacePort representa de forma muito satisfatória e jogável o Space Shuttle norte-americano que irá habitar o nosso imaginário durante muito tempo. O veículo transportador ficou aquém das minhas expectativas.. mas penso que ninguém repara nele mesmo :)

 

60092: Deep Sea Submarine

Simplesmente não consegui resistir em não indicar um conjunto deste sub-tema que me seduziu imenso. Este pequeno submarino capta bem a ideia do tema onde não há propriamente uma jogabilidade baseada nos “bons” contra os “maus”. Há que destacar também o modelo do submarino que está construído de forma excelente e que remete para o esquecimento outras versões do mesmo estilo que a LEGO fez em anos anteriores.

 

70751: Temple of Airjitzu

Esta foi, sem dúvida alguma, a boa surpresa deste ano em termos de conjuntos LEGO. Um tema que não era propriamente conhecido por cativar os AFOLs, sai-se com um conjunto cheio de detalhes que cativam e merecem um olhar atento dos mais velhos. Tem um aspeto perfeito e com uma jogabilidade bem pensada onde a originalidade também tem lugar.

Ainda estive para destacar o Final Flight of Destiny’s Bounty em vez deste, no entanto a imponência do templo venceu claramente o meu gosto por navios voadores.

 

71008: LEGO Minifigures - Series 13 - Complete

As séries de minifigs coleccionáveis já andam por aqui há tanto tempo que a maioria do pessoal deve apenas juntar a colecção e seguir em frente sem se aperceber de algumas preciosidades que a compõem. Esta série está pejada de minifigs interessantes e facilmente utilizáveis em construções originais. Além disso estão recheados de pormenores que elevam ainda mais a excelência do que a LEGO já fez em anos anteriores. O Rei, o Xerife, a Samurai e até o Feiticeiro são exemplos perfeitos disso mesmo.

E sim, ainda não consigo perceber o que aquele cachorro-quente tem de especial :)

 

75060: Slave I

O resultado final da construção LEGO desta belíssima nave é simplesmente bestial e fica bem em qualquer prateleira de fãs Star Wars. A construção também é interessante com algumas técnicas únicas. No entanto tem alguns pormenores que não são totalmente do meu agrado (traseira e forma com o windscreen sai).

De qualquer forma é daqueles poucos sets que me fazem pensar se não valeria a pena gastar uns cobres para o ter aqui ao meu lado.

 

75102: Poe's X-wing Fighter

Bem tentei, mas seria difícil ignorar todos os conjuntos interessantes que a LEGO fez para este último filme Star Wars. Ainda considerei a Millennium Falcon (segundo vários reviews é muito bem superior às ultimas versões que a LEGO fez da nave) mas acabei por escolher a X-Wing do Poe Dameron, um dos personagens que mais gostei no filme.

A versão LEGO da nave respeita bem as proporções da original e traz o tal windscreen que já deveria ter sido disponibilizado há muito tempo (mesmo tendo em conta as queixas). Adoro as linhas arredondadas dos motores e a simplicidade do mecanismo para abrir e fechar as asas. O esquema de cores não é bem o meu preferido, mas aí a LEGO não tem voto na matéria.

Pena é ser caríssima.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14

Imagens do Arte em Peças 2015

por baixinho, em 02.06.15

O fim de semana foi longo e intenso, mas grandemente recompensado com um evento com a habitual qualidade da 0937.

Podem ver imagens que o rasputin1970 publicou nesta galeria do Flickr.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

Dois teasers do Arte em Peças 2015

por baixinho, em 28.05.15

Arte em Peças 2015 (teaser 1)

Estas são duas imagens que tirei ontem no Arte em Peças, que ainda está em montagem. Em cima uma nave do Naneto a pousar numa base espacial. Em baixo dois AT-ATs num display Star Wars. Ambas imagens mostram apenas detalhes de dois dos vários displays que compõem o Arte em Peças deste ano.

Arte em Peças 2015 (teaser 2)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:27


Pesquisar

Pesquisar no Blog



subscrever feeds



O meu próprio tema LEGO

Wiki OutroMundo