Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais ondas

por baixinho, em 29.06.15

Dan Church volta a surpreender-me. Desta vez com uma construção localizada num mundo aquático (bem comum em livros de ficção científica).

Além de gostar dos veículos e estruturas, principalmente pelo seu ar exótico mas credível, adorei a forma como as ondas e o mar foram feitos. Técnica bem simples e que cria um ar "estranho" que fica bem com o resto do MOC.

Rhilaf, mundo onde estas construções se situam, foi criado por Dan inicialmente para este belíssimo MOC.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:28

Bricks Magazine

por baixinho, em 29.06.15

Durante este fim-de-semana aproveitei o campismo para fugir dos gadgets. Altura ideal para ler uma boa parte da Bricks Magazine de.. abril.

Não vou tecer comentários sobre a origem da revista, no entanto as comparações com a Blocks são de fazer. Sempre pensei que esta revista fosse mais dirigida a AFOLs do que a Blocks e não tanto a leitores ocasionais e fãs recém chegados ao hobby.

Reconheço que esta opinião pode ser deturpada pelo facto de andar por aqui há mais de uma década e isso levar-me a interessar por certos tipos de artigos e achar outros aborrecidos.

Essencialmente gostei dos artigos Bricks Masterclass com pequenas entrevistas a AFOLs sobre as suas construções, do artigo Bricks In Motion sobre o evento com o mesmo nome e depois de vários pequenos artigos sobre coleccionismo, minifigs, jogos, etc. Os reviews não me puxaram muito a atenção, mas se calhar pelos conjuntos analisados do que propriamente pelo estilo de artigo.

Fiquei agradado pela quantidade de páginas dedicadas à publicidade. Sim, é de estranhar um leitor gostar disso mas a presença dessa mesma publicidade por vezes significa a viabilidade de uma revista, além de que por vezes pode dar jeito para conhecer um serviço desconhecido.

Parece-me ser uma excelente revista para quem não segue intensivamente as novidades LEGO na Internet e não participa em grandes discussões nos fóruns do tema. Acredito que cada vez mais esta seja a maior percentagem de AFOLs no mundo.

Curiosamente quando estava a folhear a revista junto à piscina, enquanto dava uma olhadela nas brincadeiras da Leila, dei por mim a ouvir falar de LEGO. Um pequeno grupo de pessoas falava (apenas ouvi algumas frases soltas) de se comprar LEGO a 50% nas promoções do continente, por vezes a 75% (?), de haver coleccionadores que enchiam carrinhos, que a exposição deste ano em Paredes de Coura tinha sido há três semanas, etc e tal.

Penso que exatamente sejam as pessoas para que esta (e outras) revista seja dirigida. Não quer dizer com isto que vou deixar de a comprar. Não conto assinar nem comprar todos os nºs, mas comprá-la esporadicamente já fica comportável para os meus bolsos.

Agora fico curioso quanto à Bricks Culture. Já a tenho mas ainda não tive tempo de a ler com atenção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:23


Pesquisar

Pesquisar no Blog



subscrever feeds



O meu próprio tema LEGO

Wiki OutroMundo