Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Amarás os revendedores de LEGO!?

por baixinho, em 11.02.16

Este artigo do All About Bricks sugere que, de forma até pertinente, os AFOLs deverão aceitar e até gostar da existência de revendedores LEGO, vulgo o pessoal que compra sets para os vender mais tarde. Basicamente o autor explica que se os revendedores não existissem, os sets descontinuados não existiriam. Portanto mais vale comprar caro do que não comprar de todo.

Pessoalmente não concordo com a ideia. Acredito que isso poderia acontecer num pequeno número de sets, mas na sua maior parte não. Basicamente, se os revendedores não comprassem os sets, ficariam nas prateleiras das lojas e acabariam por ser comprados mais tarde por alguém.. e provavelmente pela tal pessoa que iria comprar a um revendedor.

O fenómeno dos revendedores LEGO começou a aparecer quando o movimento AFOL ganha algum volume, ou seja durante a primeira década deste século. Com o contínuo aparecimento de novos AFOLs, muitos deles perderam os primeiros lançamentos de UCSs Star Wars e mais tarde os modulares. Pessoas que pagariam qualquer preço (?) para completar as suas colecções.

Portanto a ideia será comprar já e vender quando a LEGO deixar de produzir, já que como aparecem sempre novos AFOLs esse vão precisar de conjuntos que já saíram de circulação e não se encontram em lado algum.

O problema é que como todos os sets foram vendidos (para crianças, AFOLs e revendedores) e já não se encontram nas prateleiras, estes novos AFOLs só tem a hipótese de comprar aos revendedores. Isto se pensarmos que raramente um AFOL se desfaz de um conjunto e uma criança só o fará quando chegar a adulto. Claro que nestes dois últimos casos deveremos pensar que o conjuntos não estarão em estado de MISB.

Se não houvesse revendedores bastaria fazer uma procura por várias lojas até encontrar o que queria. Eventualmente até poderia-se ir ao eBay e ao Bricklink comprar algo que não estivesse nas lojas.. e não estaria com preços absurdos porque os vendedores seriam basicamente AFOLs que desfaziam de algumas coisas e não pessoal que vive daquilo.

Sim, sou desse tempo. Entrar em lojas e encontrar conjuntos com mais de 10 anos a preços aceitáveis. Cheguei a encontrar um 6285 Black Seas Barracuda por 100€ (não comprei porque não tinha €s suficiente), vários 6886 Galatic Peace Keeper a 10€ (comprei 2 ou 3 :)) e até um 6769 Fort Legoredo já em 2009. Cheguei a ter na mão preciosidades de Classic Castle e Classic Space.

Hoje em dia encontrar um conjunto com mais de 4 anos..

No entanto também há que dizer que interessa haver revendedores, por causa do acesso a peças!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:50

Pouca terra, pouca terra

por baixinho, em 11.02.16

Choo Choo!

Esta é a sétima construção do Tim Schwalfenberg para o último Iron Builder. Imagine-se que a peça que está metida ao barulho é o cilindro prateado que está nos vagões. Podem ver outras construções do Tim para este Iron Builder no seu photostream.

Mas voltando a esta construção, adoro as formas desproporcionadas que lhe dão um ar infantil, ainda estranho os cabelos a servirem de copas das árvores e aquela ponte está mesmo épica :)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00

Os MOCs de 2015

por baixinho, em 10.02.16

MOCs 2015

Um pouco atrasado mas aqui vai o apanhado das construções que fiz durante o ano de 2015. Menos do que os anos anteriores, mas com uma diversidade interessante.

A ver se este ano melhoro :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:52

Muralha de Dunholm

por baixinho, em 10.02.16

Gate und Wall of Dunholm

O que gosto desta muralha, construída por Wochenender da equipa The Brick Time, e a sua simplicidade, imponência e esquema de cores. Aliás, penso que são mesmo essas as grandes três características que a tornam interessante. Claro que existem alguns pormenores também interessantes como por exemplo as estátuas/aves que ladeiam o portão, o próprio portão, etc.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:34

O novo clássico continua a ser um clássico.

por baixinho, em 09.02.16

LL 216 Galaxy Fighter

Esta construção do Elephant-Knight consegue transmitir-me na perfeição os primeiros sets Space da LEGO. Nada de grandiosos greeblies nem um formato demasiado arrojado. No entanto a utilização dos bricks em SNOT para as asas dá-lhe um ar moderno e simples ao mesmo tempo.

Outro pormenor (mas se calhar até estou enganado) e a posição da nave na fotografia.. normalmente as pessoas não tiram virada para a (nossa) esquerda??

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:19

Eagle One on Pad 5

por baixinho, em 08.02.16

Rescue Eagle on pad 5

Estava na ideia que já tinha falado neste MOC, mas apenas encontrei este post sobre a Eagle One. É o mal de ter mais de 2000 posts.

Este trabalho em micro-escala do Gary Davis que encontrei no BrickNerd roça a perfeição. Nem me importo com os autocolantes que até dão maior autenticidade à construção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:06

Uma aventura completa

por baixinho, em 07.02.16

Em meados de Janeiro destaquei de um MOC em que um náufrago espacial andava às compras. O autor, Adam Dogde, há dias que completou a história que pode ser vista nesta galeria do Flickr.

Taking to the stars

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:16

Elegância no ar

por baixinho, em 07.02.16

Não resisti em de (mais ou menos) copiar o TBB no título dado a este destaque.

The Morning Mist

Este navio voador construído por O0ger tem como elegância o primeiro adjectivo possível. Apesar de não utilizar (muito) as cores habituais do steampunk, não deixa de ter um certo ar vitoriano. Gosto dos motores, do pormenor dos estabilizadores laterais e definitivamente terei que comprar alguns daqueles globos (planetas Star Wars) já que cada vez me imagino mais a utilizá-los.

Via TBB.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:42

Mobília LEGO para (quase) todos os gostos

por baixinho, em 06.02.16

IMGP7606f

Muito interessantes os quatro conjuntos de mobílias que a Deborah Higdon preparou. No primeiro conjunto gosto particularmente da estante e pergunto-me se funcionaria na realidade.

IMGP7594f

Este já parece saído de uma casa moderna.. dos anos 70. Gostei muito do tapete, dá mesmo a sensação que é felpudo.

Os quatro conjuntos de mobília bem como outros mais antigos, podem ser vistos nesta galeria do Flickr (são os últimos).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14

As origens do tijolo de brincar

por baixinho, em 06.02.16

Já se sabia que a LEGO não era propriamente a inventora dos jogos de construção, muito menos com o aspecto do famoso brick 2x4 (é sim inventora dos tubos da parte de baixo da peça). Este interessante vídeo mostra as origens dos jogos de construção onde o sistema LEGO é rei.

 

Via GrooveBricks.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:19


Pesquisar

Pesquisar no Blog



subscrever feeds



O meu próprio tema LEGO

Wiki OutroMundo